DR. PAULO ROBERTO SILVEIRA

VIVO DE AJUDAR AS PESSOAS  A AMENIZAREM  OS SOFRIMENTOS  DO CORPO E DA ALMA.

Meu Diário
25/08/2009 21h16
A DAMA DE VERMELHO ( A POMBAGIRA!)
Quando fazia a minha Pós Graduação de Neurologia, no Instituto Deolindo Couto em Botafogo, era solteiro convicto, fui convidado a uma festa de aniversário de um colega . Tinham fechado uma boate lá na Barra, num Hotel de luxo , Hotel Internacional se nao me engano , e, ao chegar, meio deslocado deparei junto ao bar, a imponente presença de uma formosa mulher morena, de uns 20 a 22 anos, de cabelos negros longos e sedoso de caiam sobre os ombros, desnudos tinha uma rosa vermelha na fronte esquerda, vestia um vestido vermelho justo e curto deixando ver uma nesga generosa de um belo par de coxas. Fascinado e enchendo-me de coragem, aproximei-me podendo notar conforme ia me aproximando um lindo sorriso, dentes perfeitos e brancos, com uma boca bem feita e sedutora , e, uns olhos negros e vivos, mostrando todo a sensualidade que um olhar pode provocar . A pender-lhe das orelhas ornadas com um grosso brinco de ouro tipo argola, bem como várias pulseiras nos dois punhos e anéis de várias pedras preciosas em cada dedo, inclusive os polegares e no pescoço uma grossa gargantilha, ornado com uma pedra negra, com um desenho em ouro ao centro parcendo-me um pentagrama. Seu perfume sensual e envolvente impregnava o ar. Muito prazer meu nome é Hana, muito prazer Paulo . Um calor tomou conta de meu corpo como um raio fulminando-me e, segurando o tremor e fraqueza nas pernas reuni todas as fôrças para dissimular e sentando-me ao lado puxei a conversa mais antiga do mundo:
-O que uma linda mulher como você está sózinha num lugar como êsse?
- Esperando por alguém como você! Abrindo um grande e sedutor sorriso que me encantou.
- Você dança? Perguntei-lhe
- Experimente por você mesmo! Respondeu-me .
E tomando-a nos braços fomos para a pista de dança, onde pudemos unir os nossos corpos numa das músicas bem ao tipo dos anos 80, pude constatar ser uma excelente dançarina, leve e perfeita e de conversa fácil e inteligente. Bastante excitados e animados, finalmete reuni nova coragem e olhando profundamente naqueles olhes negros, faicante de desejo, perguntei-lhe:
- Então que tal a gente ir para um lugar mais calmo, mais tranquilo onde nós poderíamos nos conhecer melhor.
- Tudo bem, meu moço bonito, para onde você que me levar? Que tal a minha casa. Moro sózinha, e não muito longe daqui.
Selamos esse acordo com um voluptuoso beijo;onde senti o hálito perfumado e o gosto de sua boca, sedosa e enbriante deixando antever a loucura que seria ter essa mulher em meus braços.O desejo e a paixão tomava conta do meu corpo em brasa.
Fomos para o estaciomento, onde estava o meu carro, e,usando uma antiga técnica de observação, ia deixando ela andar na minha frente só observando o belo balanceado dos lindos quadris, pude aquilatar que era realmente a minha noite de sorte! A minha casa fica em Botafogo. E cego de desejo e tesão ,mal ia prestando a atenção nas dicas do caminha da residencia de Hana. Quando finalmente ela me disse: Pode parar aqui, estamos na porta do minha casa, ato contíuo sem esperar por qualquer gentileza de minha parte, falou-me:
- Moço bonito, isto aqui é para voce nunca mais se esquecer de mim, tirando a rosa vermelha de sua fronte e colocando-a suavemente em minhas mãos e ato contínuo, abriu a porta do carro e saiu .
Foi ai que estarrecido e sem acreditar no estava vendo retruquei:
Mas Haia, espere por mim, ei espere um pouco , ha algo errado, esse local é ... é... é...uma encruzilhada não vejo casa nenhuma!
Só consegui ouvir os risos que iam se perdendo na noite , estes risos que ja havia ouvido em algum lugar soava como :
 
 IAAAAAAA HA HA HA HA HA HAAAAAA. IAAAAAAAA HA HA HA HA HA HAAAAAAAAAAAAAAA IAAAAAAAAAAAAAAA HA HA HA HA HA HAAAAAAAAAAAAAA!!!!!
 
e no ar aquele agradável e inesquecível cheiro de ... ROSAS...e GARDENIA...
Por mais que me esforçasse não conseguia ver a misteriosa dama, que havia desaparecido como que por encanto. No ar seu perfume enebriante, na minha mente seu rosto e sorriso encantador e na minha mao, na minha mao uma Rosa Vermelha. 
 
 

Publicado por PAULO ROBERTO SILVEIRA em 25/08/2009 às 21h16
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
25/08/2009 21h09
O CORPO GLORIFICADO ( UMA VIAGEM ASTRAL)
 
Dentre as várias histórias interessantes, que valem a pena ser contada e relembrada, esta de uma maneira especial me vem a mente , que e a de uma paciente, que acompanhava ja ha algun tempo no meu consulorio em Copacabaa. Mulher, com 45 anos, psicóloga, solteira, moradora na zona sul, atualmente desempregada, vivendo das rendas familiares, filha única de pai almirante (falecido) e a mãe professora de piano ( o pai, por ser militar de alta patente da marinha, deixa para a filha solteira o soldo integral, fazendo com as filhas destes oficiais generais nao casassem!) Tinha queixas entre outras coisas de dificuldades de conciliar o sono e depressão. Mas naquela noite havia tido um sonho muito estranho: Refere que estava dormindo em sua cama, quando súbitamente se deu conta de estar flutuando no quarto, ligado por um cordao de prata que saindo da parte final da sua coluna lombar se ligava ao seu umbigo, um cordao grosso e brilhante e via claramente o seu corpo imóvel , dormindo plácidadmente. Sem nenhuma dificuldade atravessara as paredes do seu quarto que ficava no 10º andar de cobertura do Leblon,e sem nenhuma dificuldade ia atravessando as paredes de concreto dos outros predios como se fossem de fumaça; o meu corpo para poder fazer uma comparacao, parecia o corpo , que na biblia no Novo Testamento, descrevia , o de Jesus Cristo, quando nos seus 40 útimos dias na terra   tendo o corpo glorificado, ou seja ele simplesmente aparecia dentro do templo, atravessando as grossas paredes, onde seus apostolos se mantinha escondidos,   com a Saudacao : A PAZ ESTEJA CONVOSCO! , mas seguido, o meu corpo flutuando a mais de 20 metros de altura, pelas ruas e praças conhecidas da vizinhança , quando me dei conta estava no antigo casarão da família onde minha avó e avô maternos, juntamente com uma tia solteirona ,irmã de minha mãe, criaram a minha mãe que tambem era filha única. Meus avós já falecidos, ha anos, mas minha tia Joana , com 84 anos,nesse casarão, com seus treze gatos viralatas, que parecia muito bem tratados alimentados, na velha Rua São Clemente xxx, em Botafogo. Conheci logo aquele lugar que tantas vezes estivera quando crianca e tantas histórias já   ouvira.
Ao adentrar, no ambiente, sem nenhuma dificuldade, pelas paredes de alvenaria da antiga casa , percebi, que apesar de estar com corpo glorificado, as minhas faculdades mentais estavam íntegras auto e halopsíquicamente, e tive um certo medo, ao deparar com estranhas e indescritveis figuras visualizadas no interior daquela casa.
Percebi claramente a presença de inúmeras pessoas, descarnadas que usavam roupas de vária épocas, convivendo hamoniosamente naquele espaço, inclusive os meus avós que me reconheceram e me saudaram efusivamente , me apresentando aos outros familiares que não conhecia pois morreram antes de eu haver nascido.A sensação de medo e desconfiaça desapareceram quase por encanto, dando lugar uma senção de profunda paz .Estava nesse convívio, profundamente agradável, quando, de repente me senti puxada para o meu corpo físico, preso pela fio de prata, em outro bairro, distante cerca de muitos kilometros, e , rápidamente fiz o caminho inverso em pouco segundos, entrando no meu corpo inerte , imóvel, e ... acordanto ato continuo com o estranho sonho ou experiencia que tivera.
Acordando, me lembrando claramente do ocorrido, prometi que iria ao meu Psiquiatra, pois nunca tivera um sonho ou experiencia,tão louca assim, será que foi sonho mesmo?Como foi bom rever os meus avós. Meu medico, precisa me ajudar a entender o que estava acontecendo comigo! Nunca me houvera acontecido antes algo de estranho assim e por inclivel que parecia tao gratificante! Me senti poderosa, detentora do poder da transmutacao, intermedianto entre dois mundos, o normal e paranormal , o real e o imaginário, será mesmo normal ou paranormal rela ou imaginário ou tudo aquilo por que eu passei não foi um sonho e sim outra coisa? Algum tipo de maluquice ou sera que o que eu tive foi uma experiencia fora do Corpo, ou tambem conhecida como viajem astral ? Intenet tambem e cultura. O meu medico com certeza vai me elucidar isto me trazendo a paz que preciso para continuar a minha vida.

Publicado por PAULO ROBERTO SILVEIRA em 25/08/2009 às 21h09
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
25/08/2009 21h03
A PASSAGEM ( O ANJO DA MORTE)

Há alguns anos, a minha espôsa, acordou-me angustiada com um sonho que acabava de ter. Calma retruquei-lhe, acordando meio sem entender o ocorriado, mas observando a angustia expressada nas fácies avermelhadas e sudoreica, retruquei, tome um copo de agua que lhe irei buscar e diga-me o que aconteceu.
Apos ingerir com sofreguidão o copo de água, recuperando-se aos poucos, sentada no leito passou a relatar-me o seguinte:
Dizia ela encontrar-se nos corredores do Pronto Socorro de Alcântara, num plantão noturno de sábado, ( Alcantara: um bairro da cidade de São Gonçalo - Estado do Rio, onde nos trabalhávamos, como médicos da Prefeitura Municipal de São Gonçalo, onde eu era o neurogirurgião e o chefe da Equipe e ela médica socorrista, e clinica geral, nosso plantão era ás quartas feiras das 8:00 hs ás 20:00 e aos sábados das 20:00 hs ás 8:oo hs, trabalhamos nesse emprego durante 8 anos); depois o serviço de neurocirugia foi transferido para o Pronto Socorro Central , na praça do Zé Garoto no centro de São Gonçalo onde mantive o cargo de chefe de equipe, e ela continuou no Alcantara, pois nao era praxe ou seja la o que for, um marido ser o chefe    ao mesmo tempo ter uma esposa - medica, em um pronto socorro movimentado e violento principalmente nos sabados a noite, mas deixa isto para la ..., e, prosseguindo o seu relato afirmava estar andando pelos corredores do pronto socorro, e ao me ver, se aproximava e tentava falar comigo, e ato contínuo com outros colegas, que atendia um acidendado de transito, que acabara de chegar trazido pelo corpo de bombeiros, mas nós não a ouvíamos, ninguém dava atenção aos seus apelos , como se não a estivéssemos vendo e ouvindo! Simplesmente a ignorávamos e ato continuo continuavamos a efetuar o nosso trabalho.
         Já estava ficando deseperada com a situção, pois ela falava, gritava, gesticulava e o grupo de médicos entretidos com os afazeres do acidentado nem dávamos pelota, foi quando dela se aproximou uma enfermeira ( vestia um uniforme branco do serviço de enfermagem), devia ter uns 50 e pouco anos, estatura mediana, parda de olhos e cabelos pretos, de aparencia e olhos serenos e amigáveis, mas era nova no plantão pois nao havia sido reconhecida , e dirigindo-lhe a palavra a confortou :
- Não andianta, minha filha êles não conseguem lhe ouvir, nem lhe vêr,por mais que você tente você jamais conseguirá! Voce podera perceber por si própria que é inútil qualquer tentativa de comunicação com as pessoas nesse plano espiritual , será em vão...   sera tempo perdido! Tenha paciência e resignação...
 -Mas eu os vejo e os ouço, como eles não me vêem?
- È ..., voce tem toda a razao, eles não podem lhe ver nem ouvir! por mais que você tente se comunicar será inútil, nao adiante mudar de tom, nem sussuros nem aos berros !
_ Porquê? Inútil? Tempo perdido? Sera que eu morri por acaso?
- Sim , você o disse: Voce está morta!
- O queee??????????
-Puxa, vida, eu morri!!! como eu morri???, como é possivel acontecer uma coisa dessa, só pode ser uma brincadeira de mau gosto. Não sofri nenhum acidente, não estava passando por nenhuma doença estava trabalhando normalmente no plantao, sera que naquele atendimento domiciliar no Jardim Catarina em houve tiroteios entre facoes inimigas no morro eu....?Aconteceu algo comigo? como é possivel eu ter morrido ? E ao entender tudo, uma tristeza infinita tomou conta do meu ser, se eu estou realmente morta significa que eu não verei mais meu marido, que nem sabe nada ainda o que me aconteceu? Como reagira? ( naquela época não tinhamos ainda filhos ) e os meus irmãos, e sobrinhos! Caramba! e agora? O que será de mim?
 
- Não fique triste minha filha pois eu estou aqui para lhe ajudar a enfrentar esse momento difícil, fique calma que no fim tudo dará certo. Deus na sua infinita glória e bondade me enviou com essa finalidade, de lhe apaziguar e lhe trazer paz e compeensão e lhe indicar o caminho a ser efetuado nesse momento .
- Ei , espere um momento..., entao você é uma espécie de Anjo? E se eu morri, significa que eu posso ir ao encontro da minha mãe e de meu pai , irma e avós?
- Não , minha filha! Êles estão em outro lugar, um outro plano espiritual , como se voce estivesse aqui em neste lugar e eles bem longe daqui em outro pais, compreede?
- Entendo! E ai então percebi que meu marido e meus colegas de Plantão iam se distanciando de mim, como se uma névoa fosse tomando conta do local e... um outro caminho se apresentava para mim, uma luz muito forte ia tomando conta do local e uma grande paz tomou conta do meu ser , seguida de uma euforia estranha e contagiante e ... um tunel de luz branca se abriu na minha frente, e a minha enfermeira amiga, transfigurou-se,no ser celestial que realmente era, passando a ficar com um corpo glorificado igual ao de Jesus quando no terceiro dia, ressussitou dos mortos, a, outras entidades amigas e igualmente com o corpo glorificado em pura energia materializada, tomando-me em suas mãos me conduziram a êsse tunel de luz que abriam em frente aos meus olhos..., foi então que ai eu acordei!
- Puxa vida, mulher que sonho interessante tiveste! pois, situacoes como as relatadas por ti , sao identicas aos casos de quase morte em   que pessoas , ao sofrerem uma parada cardiorespiratoria, saem do corpo e tem visoes como as suas, mas, voltam a vida e relatam o ocorrido, no teu caso foi alem, onde relatas um caso de alem da morte.
- È "Nada acontece ao acaso" já dizia Alan Kardec!
-È com certeza, mas que foi uma coicidência enorme isso foi, você não pode negar.
-Foi mesmo, mas serve para a gente refletir no que nos aguarda um dia que mais cedo ou mais tarde chegará para todos nós. Ou seja o inusitado, o impoderável foi-lhe revelado nesse sonho, voce não deixa de ser uma privilegiada!
- È pode ser mas tomara que esse dia demore bastante para chegar para nós!
 
 
- Não fique triste minha filha pois eu estou aqui para lhe ajudar a enfrentar esse momento difícil, fique calma que no fim tudo dará certo. Deus na sua infinita glória e bondade me enviou com essa finalidade, de lhe apaziguar e lhe trazer paz e compeensão e lhe indicar o caminho a ser efetuado nesse momento .
- Ei , espere um momento..., entao você é uma espécie de Anjo? E se eu morri, significa que eu posso ir ao encontro da minha mãe e de meu pai , irma e avós?
- Não , minha filha! Êles estão em outro lugar, um outro plano espiritual , como se voce estivesse aqui em neste lugar e eles bem longe daqui em outro pais, compreede?
- Entendo! E ai então percebi que meu marido e meus colegas de Plantão iam se distanciando de mim, como se uma névoa fosse tomando conta do local e... um outro caminho se apresentava para mim, uma luz muito forte ia tomando conta do local e uma grande paz tomou conta do meu ser , seguida de uma euforia estranha e contagiante e ... um tunel de luz branca se abriu na minha frente, e a minha enfermeira amiga, transfigurou-se,no ser celestial que realmente era, passando a ficar com um corpo glorificado igual ao de Jesus quando no terceiro dia, ressussitou dos mortos, a, outras entidades amigas e igualmente com o corpo glorificado em pura energia materializada, tomando-me em suas mãos me conduziram a êsse tunel de luz que abriam em frente aos meus olhos..., foi então que ai eu acordei!
- Puxa vida, mulher que sonho interessante tiveste! pois, situacoes como as relatadas por ti , sao identicas aos casos de quase morte em   que pessoas , ao sofrerem uma parada cardiorespiratoria, saem do corpo e tem visoes como as suas, mas, voltam a vida e relatam o ocorrido, no teu caso foi alem, onde relatas um caso de alem da morte.
- È "Nada acontece ao acaso" já dizia Alan Kardec!
-È com certeza, mas que foi uma coicidência enorme isso foi, você não pode negar.
-Foi mesmo, mas serve para a gente refletir no que nos aguarda um dia que mais cedo ou mais tarde chegará para todos nós. Ou seja o inusitado, o impoderável foi-lhe revelado nesse sonho, voce não deixa de ser uma privilegiada!
- È pode ser mas tomara que esse dia demore bastante para chegar para nós! 
 
 
 

 
 


Publicado por PAULO ROBERTO SILVEIRA em 25/08/2009 às 21h03
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
25/08/2009 20h59
A EPISTAXE ( O SANGRAMENTO PELO NARIZ)
Estava Zelia ( minha mulher), de plantão no Hospital Municipal Souza Aguiar, como médica clinica geral do Staf da equipe Dr Cata Preta, que trabalha uma manha, uma tarde e uma noite, isso mesmo, tres horários diferentes durante a semana, e , para piorar o fato, estava lotada da no Pronto Socorro, e como clinica socorrista, na escala de rodizio do grupo que era responsavel pela triagem, ou seja peneirando os pacientes que realmente eram emergencia , os que não eram assim considerados, eram encaminhados ao serviço de ambulatório tambem denomindo SPA. Estava assim jogada as feras, pois muitos pacientes não se conformavam em serem impedidos de ser atendido na emergencia, considerado o maior serviço de emergência da America do Sul; e para proteger os infelizes socorrista um segurança bem disposto e bota disposição nisto, pois muitas vezes e não era raro isso acontencer, a coisa ficava preta, saia mesmo empurrões, tapas e bofetadas e, as vezes o seguraça tinha que pedir reforço a Policia Militar, e, nesse clima acolhedor e tranquilo para não dizer o contrário, o plantão ia transcorrendo dentro da normalidade possível e prevista.
Às tantas um cidadão dizendo que tinha EPISTAXE , sangramento pelo nariz, queria ser visto pelo Otorrino, medico especialista em nariz, ouvido e garganta, mas ao ser examinado, ( o socorrista era clinico geral e tinha que fazer um exame detalhado )constatou nenhuma anormalidade e o cidadão não apresentava naquele momento, nenhum sangramento pelo nariz.
- Meu senhor acabei de examiná-lo e não vejo nenhum sangramento no seu nariz.
- Olha doutora, toda a vez que eu vou evacuar, ao sentar no vaso ao fazer esforço para defecar, a minha narina esquerda sangra abundatemete.
- Quando isso aconteceu com o senhor, pois pelo que posso ver senhor, nesse momente não esta sangrando nada pela sua narina nem a esquerda nem a direita.
- Pois é doutora, êsse é o problema, eu só sangro pela narina esquerda e só pela esquerda , sómente quando estou sentado no vaso e faço esforço, e sangramento abundante, e isso esta se repetindo há um certo tempo.
- Quanto tempo isto está acontecendo com o senhor ?
 
- Sei lá uns dois ou tres meses, desde que minha mulher faleceu, de câncer, isso isso não me larga. Esta ficando uma situação que eu não aguento mais, ja me disserem que isto é psicologico, como não sou maluco, eu preciso mesmo é de ser atendido pelo
médico de nariz de plantão neste hospital.
 
- Olha senhor, nós só estamos permitindo que suba ( a triangem era feita no andar terreo e a emergência ficava no segundo andar), os pacientes que realmente estejam precisando de atendimento de emergência, o que não é o seu caso, o senhor nesse momento está perfeitamente bem, sem sangramento nenhum, portanto o seu caso não é emergência.
 
- O paciente ao ter o seu pedido negado e tomado de uma fúria súbita, e partido para a agressão para cima da socorrista e gritanfo aos berros:
-Cooomooo? Cumé que é ... a senhora ousa me impedir de que eu seja atendido por um médico de nariz... como isso é possível isto!, pos eu pago os meus impostos e quero ser atendido agora mesmo! daqui eu não arrendo o pé e fique sabendo que eu pago o seu salário!.
 
- Escute senhor, eu entendo a sua insatisfação, mas o Chefe de Equipe ( Médico responsável pela Equipe de Plantão ) nos deu ordem expressa de só deixar subir, paciente graves ... ou seja baleado, acidentado de qualquer espécie, enfarte ou edema agudo do pulmão ou seja só pode subir para ser atendido na emergencia la em cima, um paciente realmente em caso de urgência, e o senhor me desculpe..., eu já o examinei...e nesse momento o senhor não esta tendo uma epistaxe de nenhuma narina (sangramento pelo nariz). Seu coração esta em ritmo normal, seus pulmôes tambem, sua pressão arterial é 120 x 80 mmg , portanto normal. O caso do senhor pode ser atendido tranquilamente no ambulatário do Otorrino, basta marcar com antecedencia pelo telefone que esta ali escrito na parede .
- O paciente entrou em crise de agressividade e espumando e soltando faiscas e raios por todo os lados, nessa altura o, segurança vulgo. Zé Chulapa, um negão de dois metros de altura por dois de largura, vulgo armário, ja estava pronto para entrar em ação...só aguardanto o desenrrolar do conflito...,ou esperando uma simples ordem da socorrista e ao notar o tamanho do negão e a irredutibilidade da Doutora , o cidadão esbravejou, segurando o cracha de identificação funcional, onde estava escrito o nome da medica socorrista .
- A senhora não sabe com que está falando...!, deixa eu anotar o seu nome, para eu fazer a minha queixa aos seus superiores.
- O senhor pode fazer o que bem entender. Estou apenas cumprindo ordens da chefia de equipe.
- E anotando acintosamente o nome da médica socorrista , o cidadão se retirou, falando que ia fazer e acontecer e o plantão dentro do possivel correu dentro da normalidade que Deus permitiria..
Quando terminou o plantão que fora bastante movimentado, diringindo para casa para o merecido repouso, ao chegar a primeira coisa a ser feita era o ritual de chegada ou seja : retirar o uniforme e tomar um bom banho. Sentando-se no vaso , pois mulher tem mania de só ir ao banheiro em casa, por isso as mulheres são normalmente obstipadas, notou estranhamente que uma coisa que nunca tinha acontecido estava acontecendo  com ela , naquele instante!
- Paulo dê um pulo aqui!
Ao chegar na porta do banheiro vi estarrecido que ela estava sangrando abundantemente e sómente pela narina esquerda!
Ato continuo ela se lembrara do fato ocorrido no plantão e narra-me o acontecido e diz estar surpreza com essa coincidencia...porque ela nunca sangrara pelo nariz na vida!
Percebendo que não se tratava de nenhuma coincidência, pois umas das coisas que me surpreende atualmente era perceber a aura das pessoas e a dela estava terrivelmente avermelhada... imediantemente coloquei um chumaço de algodão embebido em água oxigenada e mentalmente ia fazendo minhas orações pedindo proteção e que afastasse dela essa força maligna. Fazendo ato continuo uma limpeza e uma imposição das mãos sobre os seus chacras , ate que ato continua ia percenbendo que a aura estava se mudando, vermelha, alaranjada, amarela,azul e finalmente branca. Acendendo um vela de sete dias e sete noites num copo de agua pura e cristalina, em homenagem ao seu anjo da guarda .
Minhas preces foram ouvidas e ela nunca mais sangrara pelo nariz.
Mas ficara o ensinamento de nunca mais deixar ninguem copiar o seu nome, sobre qualquer hipótese. Cachorro mordido de cobra tem medo de linguiça. Ainda mais num lugar como aquele de sofrimento e angústia...Por via das dúvidas sempre ao entrar naquele lugar (Pronto Socorro do Souza Aguiar) peça proteção ao seu Anjo da Guarda e serás atendida, e, protegida.
 
 

Publicado por PAULO ROBERTO SILVEIRA em 25/08/2009 às 20h59
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
25/08/2009 20h56
O LINCATROPO.( A ESTRANHA TRASNSMUTACAO)
Quando naquela noite calma de final de outono, que atípicamente estava muito quente, era uma noite de lua cheia, fazia mentalmente o meu relatorio de como foi aquele atribulado dia, verificava com cuidado todas as coisas que ficaram a contento e as que deveriam ser refeitas, pois sou bastante detalhista e perfecionista.Depois de verificar as coisas que seriam feitas no dia seguinte, iniciei o meu relaxamento, começando pelos pés, desde os ossos, ligamentos e musculos e pele e subindo paulatinamente ate chegar a minha cabeça quando menos percebo já estou dormindo! Devo estar na fase REM do sono ( Rapid Eye Moviment) que é quando sonhamos! Estou relaxado e súbitamente estou saindo do meu corpo físico, e lentamento estou levitando a alguns metros, e , passo a fazer a agora o que irei denominar de experiencia fora do corpo (EFC), e , tenho como meio de comunicação com o corpo físico uma forma de energia que toma a forma de fios brilhantes, que se juntam, formando um cordão que passarei a denominar de cordão de prata (CP), que quando esta perto do corpo é bastante frondoso e grosso, e conforme vou-me afastando , ele vai se esticando , mas nunca se rompe, me dando a certeza que não desencarnei. Muitas vezes nem percebo o meu CP, mas ele esta lá.E atravessando os corpos físicos em qualquer estado da matéria, sólido, líguido e gasoso, e viajando na velocidade da luz, ou cerca de 300.000 Kilometros por hora, me desloca para qualquer lugar desse planeta ou mesmo para fora do nosso sistema solar.
Quando me desloca nesse nosso planete que é a Terra, qualquer continente é imediatamente atingido, com a velocidade do pensamento, e, quando quero ser identificado pelas pessoas que eu visito, procuro ficar o máximo dentro de minhas feições físicas, e, numa desses incursões em que visitava meu irmão em São Paulo que passava por sérios problemas fisicos e mentais, queria chamar-lhe a atenção da minha presença e por telepatia, conseguindo movimentar um cinzeiro que se encontrava sôbre um criado mudo na cabeçeira de sua cama, fato esse que o assustou muito, mas , tranquilizei-o enviando mentalização de minha presença e dando-lhe paz e tranquilidade motivo desse minha EFC.
Vários incursões sempre o objetivo de transmitir a minha Paz e força e vário locais de onde seja minha presença necessária, e , quando sito minha missão ter terminado, seguindo o meu CP vou na mesma velocidade que é a da luz ou do pensamento , de encontro ao meu corpo físico.
Ao se aproximar de minha casa, percebi dentro da minha tela mental astral que havia uma entidade estranha, ameaçadora, incomodativa e ao dar entrada dentro do meu espaço, senti modo contínio uma mudança do meu corpo astral que tomando a forma de um licantropo ou lobo, com os dentes e garras em ristes parti para cima da entidade pertubadora, que , percebeu que aquele espaço tinha dono e senhor, só sossegando quando percebi que o invasor havia sido expulso e que nunca mais voltaria .
Meu corpo se trasforma novamente no meu Eu astral e lentamente vai se encaixando no meu corpo físico sempre pela ligação que há entre eles que é o volumoso cordão de prata. Antes de retornar totalmente e tomar plena posses de minha faculdades fisicas e mentais mesmo em estado onírica, uma palavra e um uivo agudo e sonoro como um grito de guerra... do chefe de uma alcateia ...que ecoou como um trovâo levando-me a acordar.mas um voz em uníssono e pertubar embate , gritava a todos pulmões:
 
DEFENDERÁS... DEFENDERÁS.... DEFENDERÁS.....
 
AAAAAUUUUUUUUUUU..... AAAAAAAUUUUUUUUUUUUUUUU.... AAAAAAUUUUUUU....
 
Era uma noite calma, de final de outono atípica , quente, muito quente e de lua cheia...

Publicado por PAULO ROBERTO SILVEIRA em 25/08/2009 às 20h56
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Página 3 de 5 1 2 3 4 5 [«anterior] [próxima»]

Site do Escritor criado por Recanto das Letras